A IGREJA

FOTOS & VIDEOS

MEMBROS

Aniversariantes do Mês

Utilize o campo abaixo para pesquisar suas informações de membro.

TESTEMUNHOS

Novembro 2019
Cura

Depressão e transtorno de ansiedade.

Tatiane Tosta Tatiane Tosta 17 de novembro

Boa noite igreja, a Paz do Senhor!

O meu nome é  Tatiane Tosta e hoje escrevo o quanto Deus tem sido maravilhoso em minha vida.
Há mais ou menos 2 anos, devido a desentendimento ético e moral no meu trabalho fui acometida por uma depressão e transtorno de ansiedade, motivo pelo qual tive de ser afastada do trabalho.
De lá para cá comecei o tratamento com psiquiatra, psicóloga, medicações variadas, fui internada 1 noite no mandaqui, machucava minhas mãos, pulsos e braços muitas vezes esfregando os meus dedos sobre a pele até queimar o local.
Mesmo ainda doente o INSS me deu alta e voltei a trabalhar, onde ficava isolada sem nenhuma atividade pois tinham colocado outra pessoa no meu lugar.
O ponto crítico das doenças foi quando por 2 vezes no mesmo dia eu tentei acabar com a minha vida (dor) mas Deus em seu agir falou no meu coração  “Filha minha Eu estou contigo e esta tempestade vai passar”. Então larguei o que estava para fazer, caí de joelhos e comecei a chorar.
Deste momento em diante tudo mudou, a caminhada ficou mais leve e foram só vitórias concedidas pelo Nosso Senhor, onde Ele falou em meu coração para retirar os remédios que eu tomava a noite e depois de cerca de 1 mês parar com toda a medicação o que prontamente eu fiz, mantendo o acompanhamento da psicóloga e contrariando a vontade do psiquiatra.
Tive férias do trabalho e já  no final dela a minha psicóloga me deu alta, já não dependia de nenhuma medicação e sem concordar com nada do que estava acontecendo o psiquiatra também me deu alta com acompanhamento a cada 60 dias (procedimento do SUS).
No meu trabalho, conversei com o meu gestor e pedi que me mandasse embora e em orações e súplicas clamei ao Senhor e no dia 03/09 Ele me deu concedeu a bênção de ser demitida.
Neste período que estou desempregada tive o retorno com o psiquiatra que continua sem compreender o agir de Deus na minha vida e para ele eu estou recusando tratamento, que deveria tomar pelo menos uma das medicações e continuar o tratamento com a psicóloga que ele não entende o porque  ela me deu alta mas eu falo para ele que não preciso de mais nada disso pois o meu Deus me libertou dos remédios,  dos sofrimentos e de toda dor ao me conceder a salvação  através da cura.
Depois do Nosso Senhor ter me libertado destas doenças  Ele continua com o Seu agir maravilhoso em minha vida, o qual sou grata e totalmente entregue ao Teu mover pois Ele tem me capacitado a cada dia para ir a lugares e fazer coisas que jamais pensei ser capaz mas Ele sempre fala ao meu coração, me guia em Sua estrada e de mãos dadas comigo vamos cada vez mais fundo no rio da vida.
Tem um louvor (Deixa Eu te usar) pelo qual Nosso Senhor falou muito comigo durante todo o meu processo de cura e Ele falou comigo novamente através deste louvor recentemente no 1 Seminário de Intercessão quando o Ministério de Louvor cantou eu não consegui acompanhar pois comecei a chorar e a sentir o envolver dos braços do Pai sobre mim e da Sua voz em meu coração.
Graças a Deus hoje sou feliz, não preciso mais de remédios pois Ele me libertou da depressão,  do transtorno  de ansiedade e de um ambiente de trabalho que tanto me fez mal.
Finalizo com 1 tessalonicenses 5.16. Alegrem-se sempre. Orem continuamente. Deem graças em todas as circunstâncias,  pois esta é a vontade de Deus para vocês em a Cristo Jesus.

 

Assista o testemunho contado no culto: Click Aqui!

Maio 2019
Restauração

Propósito nos 12 Dias de Clamor para 12 Meses de Bençãos

Hulda Queiroz Hulda Queiroz 19 de maio

No ano de 2013 até o ano de 2018 vivi dias desesperados, mas, não deixei de acreditar no milagre. Na virada do ano, fiz a campanha dos 12 dias de clamor. Meu primeiro propósito foi uma causa na justiça, minha vida estava travado em todos os sentidos, principalmente no sentido financeiro.

Pedi ao Senhor que me desse isso de presente nesse ano (que a causa na justiça saísse). Chegou o mês de março e o escritório de advocacia me ligou, dizendo que já havia modificado, meu processo de físico para digital. Meu caso passou a ser o mais comentado na AOB e trabalhista naquele lugar. Serviu de exemplo para os formando de pós graduação do primeiro semestre de 2019.
Certo dia vim ao culto e o pastor Joel, pediu para expor aquela arvore com os pedidos, sai aliviada, pois me quebrantei.
A empresa recorreu durante cinco anos, trocou de advogado duas vezes e fez um CNPJ novo. Pedi a Deus que me permitisse viver esse milagre esse ano. Foi quando o pastor lançou o propósito da Missão Desafio. Eu sem ter nenhuma quantia, peguei o envelope e me comprometi com Deus que seria fiel. Mas, daquele mês em diante, eu trabalhava apenas para pagar contas e deixei de pagar a mensalidade mensal, no mês de abril o escritório me ligou novamente, disseram que meus documento estavam errados, fui e voltei sem nada ainda. Essa semana recebi uma ligação para retornar na sexta-feira, fui e estava liberado um valor, que era apenas a primeira parte de uma quantia que tenho a receber. Essa semana é meu aniversário (26/05), e hoje estou aqui com minha família, para cumprir meu voto: quitar a Missão Desafio, abençoar o projeto Sem Fronteiras (o qual faço parte) e quintar as minhas dívidas.

Continue orando amados, só vou retirar meu pedido da árvore quando a benção tiver completa.

Hulda Queiroz.

Cura

Nasci de novo!

Sidinea Ribeiro Lima Sidinea Ribeiro Lima 12 de maio

Não está tudo perdido, quando buscamos a Jesus Cristo.

A mensagem da pregação do dia 14 de abril de 2019. Eu busquei, clamei e hoje digo: Eis-me aqui Senhor.

Dia 14 de abril vim ao culto pela manhã, era um domingo chuvoso, depois fiquei em casa o resto do dia.

Por volta das 18h40 tomei banho, quando cheguei no quarto senti uma pontada muito forte ao lado direito da barriga e uma dor que rapidamente se espalhou, também ouvi um barulho tipo algo borbulhando, meu esposo tinha acabado de sair, pensei que eram gases, más daí tive diarreia e vômito, então, já avisei meu esposo que não estava bem. Senti minhas mãos geladas, já ficando sem cor e fui novamente ao banheiro. Meu esposo chegou e me ajudou a tomar outro banho. Me levou para o quarto, eu já estava muito fraca e tremia de frio.

Meu esposo se prontificou em ir comprar remédios, antes disso eu disse a ele, para que ele informasse ao farmacêutico que poderia ser infecção intestinal, já que tive diarreia e vômito.

Assim que ele saiu, tive que ir ao banheiro novamente e quando o meu esposo chegou eu estava caída na cozinha, não tive forças mais para ir para o quarto.
Ele me deu um remédio para dor e quando viu que não melhorava, foi buscar o carro para me levar ao AMA (Assistência médica ambulatorial) no Peri. Eu só gemia forte por conta da dor, a barriga começou a inchar e o barulho continuava, estava sem força alguma, em alguns momentos perdia a visão. Pedia a Deus para não me deixar dormir(desmaiar), pensava em minha mãe que poderia passar mal quando soubesse das minhas condições e também pensava em uma irmã que tem pressão alta, e claro pensava em em meu filho.

“O Senhor é meu pastor e nada me faltará…”.

“Ainda que eu ande pelo vale da sobra da morte, mal nenhum me atingirá…” 
Repetia em todo o tempo.

Chegando no AMA, desmaiei algumas vezes, tomava soro nos dois braços, minha pressão por algumas instantes não deu nem para ser ouvida, daí ela chegou 5×4, até que estabilizou um pouco e fui de ambulância para o hospital do Mandaqui.

Lá, fizeram um ultrassonografia, nela mostrava um líquido na barriga, tiraram um raio-x e por último fizeram um tomográfica. Os médicos descobriram um sangramento contínuo. O barulho era minha barriga enchendo de sangue. Eu precisava fazer uma cirurgia para descobrir onde era e assim estancar o sangramento.

A pressão foi novamente estabilizada e fui levada às pressas para o centro cirúrgico, me lembro de entrar e ver duas lâmpadas enormes e depois não me lembro de mais nada. Já era madrugada de segunda-feira.

Ali eu estava enxergando tudo branco, brigando para ficar acordada, senti que estava me debatendo e sendo segurada pelo braços e pernas. Ouvi vozes me chamando, eram os médicos, já tinha saído do centro cirúrgico. Fui olhando ao redor e vi que estava cheia de fios, medicamentos nos dois braços, um cateter no pescoço e a barriga dolorida. Estava na UTI.
Mais tarde os médicos falaram que depois de uma certa dificuldade, conseguiram parar o sangramento e então descobriram que eu estava grávida e o bebê estava na trompa, então, tiveram que tirar além do bebê, a trompa e o ovário direito. Tive que romar duas bolsas de sangue, pois, havia perdido mais de dois litros de sangue. Fizeram um corte na vertical, pois, era mais fácil e rápido, levei 12 pontos.
Depois de três dias na UTI, fui para o quarto, tomei mais duas bolsas de sangue e graças a Deus dia 19 recebi alta.

Hoje olho cada marca de acesso nos braços, nas mãos e no meu pescoço, olho a cicatriz na barriga e agradeço a Deus por ter me dado a chance de nascer de novo e assim poder contar esse testemunho. Glorificando e exaltando cada vez mais o nome dEle.

Segundo os médicos se eu demorasse mais vinte minutos no máximo 30 minutos sem atendimento, não seria possível reverter.

Mas, a última palavra é do Senhor, na semana da Páscoa eu nasci de novo, pois essa foi a vontade do Senhor. Pois, sei que isso será usado para a glória do Senhor, vidas serão alcançadas por esse testemunho.

Obrigado Senhor, mesmo longe da minha família “de sangue”, tenho uma linda família em Cristo, que quando souberam do acontecido, me suprem de carinho e atenção, e isso acontece até hoje.

Agradeço ao grupo de GEMES(Pequenos Grupos nos Lares) e a irmã Katinha que é muito atenciosa.

 

Sou um milagre, estou aqui.

Sidinea Ribeiro Lima.

Janeiro 2019
Restauração

Renovação no Amor e na Alegria no Senhor

Lucilea Oleriano Lucilea Oleriano 8 de janeiro

A paz do Senhor pastor Joel e Igreja.

Meu nome é Lucileia e tenho vivido um período de abatimento e tristeza.
Comecei a Campanha pedindo ao Senhor que eu seja renovada no Amor e na Alegria do Senhor, pois não conseguia ler a Bíblia e nem orar.
Ontem, no clamor da noite, senti Deus renovando minha vida, a alegria do Senhor invadiu novamente minha vida, a alegria da presença dEle, alegria de ler a Bíblia, de orar, de buscar Sua presença.
Agradeço a todos que estiveram comigo nessa batalha. A vitória é minha e a vitória é de vocês (GEMES Betel – Ministério Torre de Intercessão).

A Deus tora honra e toda glória.
Lucileia.

Crescimento em Deus

Restituição no Trabalho

Neide dos Santos Neide dos Santos 6 de janeiro

São Paulo, 6 de Janeiro de 2019

Pastor Joel eu preciso te falar como Deus o usa sobre a vida da igreja e falo em particular sobre a minha vida.
O senhor está lembrado quando me deu um pisão no é e eu fui curada das feridas em meus pés.
O senhor fez um culto a uns domingos atrás, sobre profetizarmos sobre aquilo que nós queríamos, o senhor falou “creia, profetiza”.
Eu estava tentando comprar uma barraca de R$37.000,00, a comprei por apenas R$27.000,00, o senhor iniciou o jejum pela restituição. Perdi o carro em 2016, um caminhão de um feirante passou por cima dele, aqui mesmo na Avenida Ultramarino. Perdi uma séries de objetos por conta de uma chuva que deu e inundou a minha garagem.
O que Deus fez, Ele me deu a barraca de Armarinho de 6m² e3 comprimento, lotada de mercadoria, deu também a perua Kombi semi-nova, pois o feirante estava indo embora para a Bahia.
Nestes três dias de campanha e jejum o Senhor fez na minha vida, o que não consegui em vinte anos trabalho.
Obrigada pastor por ser usado por Deus em suas pregações.
Tudo o que o senhor me deu é com pagamento a perda de vista.

Neide dos Santos.

 

Se você tem uma empresa ou é autônomo, ou até mesmo no horário de folga você presta serviços em gerais (isso inclui tudo que você faz para melhorar sua renda familiar) não deixe de participar!

Saiba Mais

Qual a sua contribuição?

  • Oferta
  • Dízimo
"Tragam o dízimo todo ao depósito do templo, para que haja alimento em minha casa..."

- Malaquias 3.10

Segure e arraste para trocar o cartaz.